sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Pesadelos

Deixo as chaves penduradas na porta
Para que a abras de novo 
A porta que te deixa entrar no meu mundo
Pois ai reside algo ...
Muito do que nunca chegou para nós
Os reflexos do som das palavras por dizer
Os ecos do pensamos em conjunto 
Os comportamentos estranhos enterrados em areia
Que raspam agora alegria dos meus dias
Porque se enterra em pequenos olhares mudos do que foi
E sem a esperança de outros dias...
Tou sonolento
E tudo me desperta no atravessar das horas 
Até o teu sorriso me assombra 
....pesadelo meu amor
Estás aqui bem viva...
Entraste na minha vida como sol pela na janela
Sem pedir...apenas forte e linda
Não quero escapar deste teu calor
Que me faz voar através das arvores 
Num dia como hoje em que a chuva desce
E eu apenas as apanho como recebo os teus beijos
Cada um único cada um mais teu
Porque sem ti nem o sol sei ver brilhar
Muito menos a chuva me alegra assim




3 comentários:

Moonlight disse...

simplesmente fantastico...tanto o texto como a musica.

bjs

Kika disse...

Nem sempreé possivel encontrar as palavras certas para descrever coisas belas. Pois, segundo sei, belo é uma palavra subejctiva que faz parte de uma ideia universal, entao, dizer que "o texto é belo" está errado pois essa nao é a minha opiniao mas sim uma ideia universal. Então que palavras tenho de usar para o descrever? Não sei... Apenas sei que gostei, tal como de todos os outros, entao se nao posso afirmar que sao belos, posso ao menos afirmar que sao unicos porq isto sim é a mais pura realidade :D

ursiηhα disse...

As vezes tenho medo de dormir passo noites e mais notes acordada.
acho eu que é medo de ter pesadelos
Bjs de mel
ursinha

Date and Time

duas penas...


 

Design by Amanda @ Blogger Buster